MENU

A rua é nóiz

Quando cheguei a Florianópolis, meu primeiro final de semana na cidade foi dedicado a registrar os grafites que colorem os muros da ilha. Sempre fui apaixonado por graffiti e queria aproveitar para lançar um projeto, reunindo fotos registradas na cidade, mostrando artistas que admiro e que nasceram ou moram por aqui. Como o Rizo, Vejam, Barnero, Bagre, Nóia, Tu Dix?, Bagre, Driin, Valdi, Danka, Rica, Jefsu, entre tantos outros. O primeiro nome que me ocorreu: ‘A rua é nóiz’, claro. Porém, não sabia que a expressão havia sido cunhada pelo Emicida e após um contato do seu produtor e irmão, Fioti, decidi por abandonar o nome. Em breve talvez retome o projeto com outra ideia.
Read More ›